CATEGORIA: Blog, Notícias
março 21, 2013

Escritores de ficção revelam seus mandamentos da boa escrita

Cada escritor tem seus mandamentos sobre como praticar a boa escrita. Para muitos, o segredo para escrever bem é ler. E muito. Para outros, é a prática. Escrever, escrever e escrever como se fosse um exercício. Baseado em livros, entrevistas e conteúdo do site do jornal inglês The Guardian, o portal Open Culture fez uma compilação das dicas de grandes nomes da literatura de ficção. Se nenhum desses autores passou pela sua mão, certamente passará e seu estilo deixará marcas em quem gosta de praticar o exercício de escrever. Confira:

 

GEORGE ORWELLGeorge Orwell (autor dos clássicos “1984” e “A revolução dos bichos”)
1. Nunca use uma metáfora, analogia ou figura de linguagem que você está acostumado a ver em outras obras.
2. Nunca use uma palavra longa onde uma palavra curta funcionaria.
3. Se é possível cortar uma palavra, corte-a.
4. Nunca use a voz passiva se você pode usar a ativa.
5. Nunca use uma frase estrangeira, termo científico ou jargão se você consegue pensar em uma palavra da língua nativa cotidiana como equivalente.
6. Quebre qualquer uma dessas regras se isso evitar que diga algo idiota.

NeilGaiman_081109-126Neil Gaiman (autor de “Deuses Americanos” e “Belas Maldições”, e dos quadrinhos Sandman)
1. Escreva.
2. Coloque uma palavra depois da outra. Encontre a palavra certa, e coloque-a no papel.
3. Termine o que está escrevendo. Faça o que for para terminar, mas termine.
4. Deixe descansar. Depois leia como se nunca tivesse lido aquilo antes. Mostre para amigos cuja opinião você respeita.
5. Lembre-se: quando alguém te diz que algo está errado ou não funciona, eles estão quase sempre certos. Quando eles te dizem exatamente o que pensam que está errado e como consertar, eles estão quase sempre errados.
6. Conserte. Lembre-se que, cedo ou tarde, antes de atingir a perfeição, você vai ter que seguir em frente e escrever a próxima coisa. Perfeição é como atingir o horizonte. Continue caminhando.
7. Ria das suas próprias piadas.
8. A regra principal para escrever é que, se você o fizer com suficiente segurança e confiança, poderá fazer qualquer coisa. (Essa pode ser uma regra para a vida também. Mas é definitivamente verdade para escrever). Então escreva sua história como ela precisa ser escrita. Escreva com honestidade e conte-a da melhor forma que conseguir. Não sei se existem outras regras – pelo menos, não regras que importem.

henryHenry Miller (autor de “Trópico de Capricórnio”, “Trópico de Câncer” e “Primavera Negra”)
1. Trabalhe em apenas uma coisa até que ela esteja concluída.
2. Não fique nervoso. Trabalhe com tranquilidade e alegria, sem se importar com o que tem em mãos.
3. Trabalhe de acordo com seu cronograma, não de acordo com seu humor. Só pare no momento destinado ao descanso!
4. Quando você não consegue criar, você consegue trabalhar.
5. Cimente um pouco a cada dia, ao invés de sempre acrescentar fertilizantes.
6. Mantenha-se humano! Veja pessoas; vá à lugares; beba se tiver vontade.
7. Trabalhe apenas com prazer.
8. Quebre o seu programa se sentir vontade – mas volte a ele no dia seguinte. Concentre-se. Limite. Elimine.
9. Esqueça os livros que você quer escrever. Pense apenas no livro que você está escrevendo.
10. Escreva primeiro e com frequência. Pinturas, música, amigos, cinema – tudo isso deve vir depois.
(Retiradas do livro “Henry Miller on Writing”)

A íntegra da lista com as dicas e mandamentos da boa escrita de outros escritores de ficção está aqui (em inglês).

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppSkypeTelegramCompartilhar

Comments

See other new stories