Três tipos de cidadania europeia que dão direito ao passaporte europeu

  • por

Um dos principais passos do processo de solicitação de cidadania europeia é a busca por documentos dos antepassados. Países como Alemanha, Itália e Espanha, por exemplo, pedem que os interessados em obter a cidadania do país encaminhem versões originais e cópias autenticadas dos documentos, além de traduções juramentadas de cada registro. Com mais de 20 anos de atuação no mercado de traduções, a Traduzca tem experiência no assunto, auxiliando nossos clientes durante o processo com o melhor prazo do mercado em traduções juramentadas. Hoje apresentamos os três tipos de cidadania que dão direito ao passaporte europeu.

Um dos principais passos do processo de solicitação de cidadania europeia é a busca por documentos dos antepassados. Países como Alemanha, Itália e Espanha, por exemplo, pedem que os interessados em obter a cidadania do país encaminhem versões originais e cópias autenticadas dos documentos, além de traduções juramentadas de cada registro. Com mais de 20 anos de atuação no mercado de traduções, a Traduzca tem experiência no assunto, auxiliando nossos clientes durante o processo com o melhor prazo do mercado em traduções juramentadas. Hoje apresentamos os três tipos de cidadania que dão direito ao passaporte europeu.

Cidadania europeia por descendência

Esta é a forma mais comum no Brasil é por descendência. O processo, porém, é mais demorado, podendo levar até dez anos para ser concluído. Cada país tem regras específicas para a solicitação, então recomendamos que você procure o consulado do país de origem de seus descendentes para mais informações. Se você solicitar o passaporte europeu por descendência, é importante fazer a tradução juramentada de todos os documentos.

Cidadania europeia por casamento

Cidadãos brasileiros que se casaram com cidadãos europeus também podem solicitar a cidadania do país de origem do cônjuge. Como no processo anterior, cada nação tem leis específicas para isso, mas o tempo mínimo de casamento é de, em média, três anos. Alguns países permitem que a solicitação seja feita mesmo que o casal não resida no país europeu. Para esclarecer as dúvidas, procure o consulado da nação do cônjuge.

Cidadania europeia por tempo de residência

Muitos brasileiros decidem emigrar para outros países à procura de melhores condições de vida, emprego ou por questões familiares. Com o passar do tempo, vínculos são criados e o emigrante pode solicitar o passaporte por tempo de residência no país. Algumas nações têm como regra que a pessoa resida por um tempo mínimo, como cinco ou seis anos, para solicitar a cidadania.